NOVA COLABORADORA + OPINIÃO | Cidades de Papel ~ John Green [Marina]

Olá, olá!

Como já repararam no título, o Prólogos e Epílogos tem uma nova colaboradora e estou super feliz por partilhar a novidade convosco!

Vocês que têm um blog sabem o trabalhão que dá.
Sabia que ia ser difícil mantê - lo atualizado enquanto estivesse a trabalhar por isso, decidi falar com alguém que me pudesse ajudar e como conheço a Marina há tanto tempo, não resisti em convidá - la para fazer parte desta minha aventura!

Hoje a review é por conta dela e sempre que assim for, o nome dela irá aparecer no título da publicação para saberem quem escreveu o quê.

Podem segui - la no goodreads para ficarem a par das leituras dela.

Espero que a recebam tão bem quanto me receberam a mim :)


goodreads // wook // book depository (em inglês)



Sinopse: Quentin Jacobsen e Margo Roth Spiegelman são vizinhos e amigos de infância, mas há vários anos que não convivem de perto. Agora que se reencontraram, as velhas cumplicidades são reavivadas, e Margot consegue convencer Quentin a segui-la num engenhoso esquema de vingança. Mas Margo, sempre misteriosa, desaparece inesperadamente, deixando a Quentin uma série de elaboradas pistas que ele terá de descodificar se quiser alguma vez voltar a vê-la. Mas quanto mais perto Quentin está de a encontrar, mais se apercebe de que desconhece quem é verdadeiramente a enigmática Margo.
Cidades de Papel é um romance entusiasmante, sobre a liberdade, o amor e o fim da adolescência.

No início do livro, temos uma cena que aconteceu quando o Q e a Margo eram pequenos e eram extremamente chegados. Essa cena faz-nos ter uma pequena noção de coisas que ambos passaram juntos na infância e momentos que os marcaram aos dois.

Depois temos a perspetiva de como eles são nos (passo a expressão) “dias-que-decorrem”, como os anos fizeram com que eles se distanciassem e como as coisas mudaram até então.

Depois, existem aqueles momentos SUPER AWESOME (que estou-me a roer toda para não dar spoil) e é aí que começamos a perceber a personalidade de cada um. O que o Q pensa da Margo , como a vê e vice-versa, as várias peripécias que acontecem até Margo partir e o que acontece depois desse momento decisivo: a luta para a encontrar, as discussões, etc.

Este livro é daqueles que não conseguimos mesmo largar. É EXTREMAMENTE VICIANTE. E, acreditem, não é uma hipérbole quando vos digo que chorei de tanto rir devido a certas conversas que os amigos do Quentin têm entre si e, para quem já leu, “maior coleção de pais natais negros do mundo”?! I mean ahahahah morri.

Também, tenho de dizer: adoro e odeio a Margo. Talvez seja por, no fundo, achá-la tão parecida comigo (shuuush). Achei todas as personagens fantásticas, bem trabalhadas e apeteceu-me abraçar umas e dar umas bofetadas noutras ahah. Se me pedirem para escolher a minha personagem preferida, não consigo, mesmo. Congrats, John Green, voltaste a produzir algo de oh-tão-fenomenalmente-fantástico-e-demasiado-bom!

Acreditem quando vos digo que este livro vale a pena ser lido. Para além de fazer rir, ensina-nos muito acerca do respeito em relação às diferenças entre as pessoas e a, no fundo, aceitar o inevitável e aprender a viver com isso da melhor forma que podemos. Também nos ensina muito sobre os verdadeiros valores da amizade, a complexidade da mente humana e, em especial, da mente adolescente. É um livro extremamente atual, leve e com uma grande moral. Leiam, já! Muahah.

Espero que tenham gostado da presença da Marina aqui no blog, vão ler muitas mais reviews da autoria dela! E Marina, mais uma vez, obrigada por teres aceite o meu convite para esta doideira! És incrível!

Beijo,

20 comentários:

  1. Estou com esse livro aqui do meu lado para ler! hahaha
    Adorei :D

    www.tekatecla.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu adorei! E como você viu pela resenha, a Marina também eheh :)
      Beijo *

      Eliminar
    2. Gostei muito, mesmo! Aposto que vais adorar tal como nós as duas ^_^

      Eliminar
  2. Minha amiga leu esse livro e amou, minhas boas vindas a nova colaboradora!
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Mariana! Tenho a certeza que quando ela vir o seu comentário irá ficar super feliz!
      Beijo *

      Eliminar
    2. Awww muito obrigada! Um beijo grande querida ^_^

      Eliminar
  3. AMO esse livro, um dos meus preferidos do John Green ;)
    Flor você é de onde? Reparei um jeitinho diferente (e fofo) de escrever hahaha
    Amei o blog, estou seguindo!

    www.amantedemakes.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Bruna!
      Tanto eu como a Marina, que escreveu a review, somos de Portugal :)
      Eu morei no Brasil cinco anos, daí às vezes ainda usar algumas expressões brasileiras hihi
      Fico feliz por ter gostado, muito obrigada <3

      - Míriam

      Eliminar
    2. Ahah sim, a Míriam agora mora no mesmo arquipélago que eu , Açores :-P Mas só que (infelizmente) ela mora numa ilha e eu noutra (cries) :-(

      Eliminar
  4. Lerei certamente! Já queria e agora fiquei com mais vontade!

    http://corujicesnomundo.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ebaaaaaa! Fico feliz que tenha gostado!
      Beijo **

      Eliminar
    2. Já somos duas!
      Beijo grande ^^

      Eliminar
  5. Eu li esse livro porque fiquei apaixonada por ACEDE, então queria conhecer outras obras do John, no entanto, esse foi o livro dele que eu menos gostei, embora tenha partes ótimas que nos fazem refletir, achei a história meio estranha, não consegui gostar realmente, mas há pontos positivos também, claro. Enfim, adorei a resenha, ficou ótima oo/

    Beijos :*
    Larissa - Srta. Bookaholic

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Larissa! Também comecei a ler outros livros dele porque amei "A Culpa é das Estrelas" hihi :D
      Obrigada pela visita querida, beijo **

      Eliminar
  6. Olá, meninas! Bem, primeiro deixe-me dar as boas vindas a nova colaboradora! Vou adorar vê-la por aqui resenhando livros que eu gosto e mantendo o blog atualizado! Pois eu tbm sei como é difícil manter o blog atualizado com milhões de outras coisas para fazer nessa vida rs
    Adorei a resenha, Cidades de Papel me pareceu um tanto parecido com Quem é Você, Alasca? só que mais leve e bem mais divertido. Acho que o meu ódio pela Margo supera o meu amor, mas achei simplesmente badass as ideias dela.
    Muitos beijos!

    bibliophiliarium.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tive a impressão de ser parecido com "Quem é Você, Alasca?" pensei que era só eu ahaha!
      Confesso que detestei e amei a Margo! Mas sim, é super badass! ;)
      Beijo <3

      Eliminar
  7. Oi Miriam que bom! Uma ajuda é sempre bem vinda! Ainda mais de uma amiga.

    Marina bem vinda por aqui! Passe la no meu cantinho também!

    Cidade de Papel é o segundo livro do John que estou em mente para ler em breve, o proximo que vou ler é Quem é você Alaska!

    Estou amando.

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joi, sei que o blog está em boas mãos com a Marina por aqui :D
      "Quem é Você, Alaska?" é lindo! Aqui em Portugal o nome é "À Procura de Alaska" eheh
      Beijo <3

      Eliminar
  8. Oi, Miriam, tudo bem?

    To bem curiosa para poder ler esse livro, apesar de falarem que ele não é tão bom. Mas com certeza quero ler, afinal, é uma obra do John Green =)

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. John Green é John Green, por muito que digam que não gostam, sinto aquela necessidade de ler todos os livros dele ahahah
      Beijo <3

      Eliminar

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos